Font Size

Profile

Menu Style

Cpanel

21Fevereiro2019

MS Office Gurus

Onde os desenvolvedores Office se encontram

  • Criar conta
    *
    *
    *
    *
    *
    *

    Campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.

Mensagem
  • Kunena is not installed or the installed Kunena version is not supported. The plug-in has now been disabled. Please install/upgrade Kunena to version 1.7 for the Kunena Discuss Plug-in to function properly.

Matemáfica Financeira no Excel: A caixa de funções do Excel

2.1 A caixa de funções do Excel


Este capítulo visa introduzir e rever as funções disponíveis em Excel as quais serão utilizadas ao longo do livro. É importante que o leitor esteja familiarizado com esta primeira parte do livro antes de continuar, pois ela formará a base para os capítulos seguintes tanto em funções internas quanto em VBA.

Para os leitores familiarizados com estas funções bastará apenas uma leitura superficial antes de continuar.

A caixa de diálogo “Inserir Funções” é ótimo atalho para aqueles que ainda não estão familiarizados com as funções internas do Excel. Estas funções podem ser inseridas em cada célula de referência do Excel sem a necessidade de chamar a caixa de diálogo. Por exemplo “=A1*B1” (sem as aspas) multiplica a célula A1 pela célula B1. Ou ainda “=ln(n)” fornece o Logaritmo natural do número n onde n > 0. As funções mais utilizadas serão:

Embora as outras funções sejam utilizadas, pouca ênfase as será dada tendo em vista o objetivo principal do livro.

Como uma breve introdução às janelas de funções internas do Excel, a parcela de um pagamento qualquer (PGTO(argumentos)) é mostrada abaixo:

O valor retornado pela função é negativo porque o fluxo de caixa é negativo para quem está pagando as prestações. Esta é uma convenção da área financeira, onde qualquer pagamento feito é considerado um desembolso. Se isso lhe parece confuso, há algumas soluções possíveis, entre elas (a) inserir um sinal de “-“ antes da função; (b) utilizar a função ABS(PMT(argumentos)) para converter o resultado para valores absolutos ou (c) criar a sua própria função em VBA através da inserção de um módulo onde o código possa ser escrito, por exemplo:

 Function UDF_MeuPGTO(Taxa As Double, n As Integer, Vp As Double) _
As Double
UDF_MeuPGTO = Round(-Vp * ((Taxa * (1 + Taxa) ^ n) / _
((1 + Taxa) ^ n - 1)), 2)
End Function

Funções escritas nos módulos do Excel são automaticamente inseridas na caixa de diálogo Inserir Funções. A Figura 2 3 mostra a caixa de diálogo customizada com o código acima. No capítulo sobre programação em VBA veremos como criar funções e como acrescentá-las sob as categorias que desejamos, isto é como acrescentar a função UDF_MeuPGTO a categoria Financeira da caixa de diálogo.

Para a taxa de juros o Excel reconhece automaticamente o símbolo de percentual. Quando digitamos a taxa de juros podemos defini-la como no exemplo ou simplesmente entrar como é mostrado no resultado para a taxa quando entramos o símbolo do percentual, isto é 0,00825.

Na área financeira, avaliação de fluxo de caixa é extremamente comum e o modelo acima mostra um exemplo de como avaliar este fluxo: podemos estar comprando um carro, um televisor, um armário, tomando um empréstimo bancário, ou o que seja. Munidos dos dados referentes ao pagamento podemos facilmente calcular qual será o fluxo de caixa utilizando a função interna PGTO (argumentos ()) do Excel ou simplesmente utilizando a nossa própria função.

Outro ponto importante na avaliação financeira é a maneira como uma série de pagamentos é calculada. Quando fazemos nossos cálculos precisamos distinguir entre cálculos “discretos” e “contínuos”. Nos exemplos anteriores, o método utilizado é discreto (períodos inteiros), porém na avaliação de ações do mercado financeiro utilizamos cálculo contínuo. Por exemplo, na análise regressiva (com a utilização de métodos estatísticos e econométricos) de uma série de dados para as ações da Telebrás, as observações são contínuas e não discretas. Desta forma, o uso das funções exponenciais [exp(n)] e de logaritmo natural [ln(n)] são mais apropriadas.